bem me quero

mal me quero

Bem me Quero Mal me Quero [2018]: idealizado e coordenado por Melissa, o projeto uniu mais de 132 fotógrafas em 19 Estados brasileiros, Argentina, Boston, NYC, Espanha, Portugal, Índia e Austrália, sendo elas voluntárias em uma mesma causa: a auto-observação, o perdão, a aceitação. O projeto foi lançado coletivamente, nas redes sociais (Instagram) das fotógrafas envolvidas, no Dia Internacional da Mulher,
em 2018, com a hashtag #bemmequeromalmequero.

O que, nós mulheres, escondemos lá no fundo de nossas almas, que temos medo ou vergonha de contar para nós mesmas? Você consegue acolher os seus defeitos? Como em um autoabraço, o projeto fotográfico “Bem me quero, Mal me quero”, traz a oportunidade de autoconhecimento e aceitação para as mulheres.

Quem nunca despetalou uma flor pensando no primeiro amor:  “- Bem me quer, mal me quer?” Partindo dessa memória infanto-juvenil e pensando em como ela formou nosso imaginário enquanto mulher, reinventou-se a pergunta e o foco deste querer. Uma proposta de olhar para si, retirando calmamente cada pétala, mas com uma outra pergunta: Bem Me quero? Mal Me quero?

 

Como a gente SE sente, percebe, trata, ama: bem quer. No momento em que nos despetalamos e olhamos para nossa alma: o que ficou no centro? O que contamos para nós mesmas, quantas mentiras nos dizemos, como nos empurramos para baixo? Como nos desvalorizamos a cada dia, a cada desafio, nos cobramos, nos culpamos.

 

Trabalhando nosso auto-olhar, autoconhecimento, revirando nossos cantos escuros, reconhecendo as histórias ruins que contamos para nós mesmas, medos, ansiedades, imagens distorcidas no jogo mental de espelhos... então, o que resta? Quem sou eu sem tudo isso, sem tantos adjetivos e exigências? Com o quê estou me identificando?

 

Ao reconhecer nossos padrões, podemos transformá-los. E ao vermos outras mulheres que sentem e passam por situações semelhantes, nos sentimos, com alívio, mais humanas. Este é o objetivo dessa vivência fotográfica.

 

Criar uma nova imagem de si, vinda de um processo de aceitação é potente e auxilia na construção da busca pela sua essência.  Fazer as pazes com o passado de histórias cocriadas, em uma sociedade machista, por nós mesmas, para criar um futuro empoderado e um presente realizado.

 

Bem me quero Mal me quero convida mulheres de todas as fases, cores e formas a escrever uma carta endereçada a si mesma, relatando essas crenças equivocadas que sustentamos e que nos formam, para, então, tornar a forma informe e construir para si um outro olhar – amoroso e acolhedor - através de um retrato.

 

O projeto foi lançado nas redes sociais das fotógrafas e participantes com a Hashtag #bemmequeromalmequero no dia 8 de março de 2018 - Dia Internacional da Mulher. Acompanhando as # pode-se conferir um pouco das histórias dessas mulheres através de fotografias e de cartas escritas por elas e para elas.

...

...

Contato:

(62) 9 9619.8103

chapadadosveadeiros@gmail.com

© 2023 by Alisson Sindeaux | Todos os Direitos Reservados para Mel Melissa Maurer